domingo, maio 21, 2006

Memórias poéticas (8)

Depois do teatro dos sonhos surge a questão inevitável:

"Ainda dormes de luz acesa?"

1 comentário:

Carapuço disse...

Não sei se percebi... mas achei tão doce o que escreveste!